Blog do Sonho Eterno

Archive for janeiro 2008

 

Acho que estou ansiosa pelo feriado prolongado. Nunca gostei de carnaval, acho grotesca essa vulgaridade que é licitamente permitida nesses dias, mas fico feliz com os dias de descanso e mudar uma pouquinho a rotina. Este feriado de carnaval será especial, mas em outra oportunidade compartilho com vocês.

Ando muito feliz, algumas coisas na minha vida estão melhores do que eu planejei. Claro que ainda tenho muito que evoluir, crescer… mas é bom ver a coisa caminhando. Tive uma boa semana. Começando domingo com a festa de despedida da bn. Tatiana, que vai para Salvador a trabalho, sentirei falta dessa cara de concha, mas pensando por outro lado terei mais um lugar para passear. Ela fez para os convidados strogonoff de soja, essa comida é estratégica para receber muita gente, na época dos nama hathas em minha casa era isso ou lasanha, que também considero um prato super prático. Na segunda-feira marquei de encontrar o Ghansyama das, meu irmão espiritual no templo de São Paulo, iríamos tratar de negócios. Foi legal revê-lo, escutar as suas novas idéias… é uma boa pessoa, muito querido. Para minha surpresa Gurudeva também estava no templo, eu não sabia que o encontraria, então fiquei muito feliz em vê-lo. Gurudeva é muito especial, pude conversar um pouco da minha vidinha com ele e assistir uma aula noturna dele. Outra coisa que acabou acontecendo quando fui ao templo foi uma conversa com o prabhu Nanda Kumara dasa, onde ficou decidido que vou entrar no pujari as sextas-feiras, por dois meses aprenderei a cozinhar para a deidade e depois, vão me instruir sobre arati, estou muito entusiasmada para isso. Tenho vivido uma fase bastante peculiar em minha vida espiritual.

 

Quarta-feira fui com minha mãe assistir ao filme Meu nome não é Johnny. Embora não gosto muito de cinema às vezes faço esse programa com ela que é vidrada nas telonas. Mamãe é do tipo que entra na sala com pacote de pipoca (eu também não gosto de pipoca). O longa-metragem é nacional, então não perde aquela característica tupiniquim atual, sempre com enredos aonde ilustram a nossa pobreza e/ou violência. O ator Selton Mello mostra a sua desenvoltura atuando muito bem também no gênero dramático. As vezes penso que essa película, por se basear numa história real, é bom para nossa juventude transviada dar uma espiada. Uma vez escutei de uma amiga: minha mãe me mandou para o psicólogo porque descobriu que estava fumando maconha, ela achava que é droga. Fiquei bastante impressionada com a observação. Maconha é droga! Infelizmente a nossa sociedade contemporânea esta com valores deturpados e estamos a beira de um caos.

Não sou nenhuma crítica de cinema, mas recomendo o filme.

Anúncios

Durante minha infância era muito comum ir para Itanhaem, cidade localizada no litoral sul do estado de São Paulo. As poucas recordações que tenho eram os morros desmatados meio avermelhados e o mau cheiro. Anos depois retorno ao local e a situação embora seja diferente, as fumaças são brancas antes eram cinza e os morros forma reflorestados, ainda podemos ver imagens que impressionam:

 

 

Fiquei realmente impressionada com essas imagens. Hoje em dia com um monte de propaganda de conscientização ecológica ainda acontece esse tipo de coisa.

Deixe-me segui-Lo Senhor, porque sem Você não posso viver!
Sem Você, sou um lótus sem lago, uma noite sem luar.
Anseio por Você a cada momento, perambulo como uma demente,
Suspirando em agonia por estar separada de Você!
Os dias passam sem alimento, as noites sem sono:
O sofrimento é maior do que posso expressar!

Para onde posso ir? Só posso esperar por Você.
Porque Você esta demorando, Você que reside no coração de todos os seres?
Mestre, conceda-me a Sua graça, porque sou Sua serva
Por todas as minhas vidas futuras.
Senhor, desfaleço de amor e ternura
Aos seus sagrados pés em formas de lótus!

(Mira Mai, Rajastan, séc XVI

JOHNSEN, Linda. Filhas da Deusa Nova Era, Rio de Janeiro, 1996)

Fiquei resfriada e com dor de garganta depois decorar o carro de Jagannatha no dia do Ratha Yatra, debaixo da maior chuva.

É Nalini, só por Jagannatha mesmo! Tem que ter muito amor, não é mesmo?

Tem mais foto do Ratha Yatra depois do post das camisetas.

Por favor, aceitem minhas humildes reverências.

Todas as glórias a Srila Prabhupada.

Queridos devotos, devotas, simpatizantes e visitantes, Hare Krishna! Apresentamos abaixo a nossa coleção de camisetas artesanais de Goura Vrindavana. Todos os lucros adquiridos com essas vendas serão revertidos em fundos para a construção do templo de Goura. É um trabalho de formiguinha, mas costumo dizer que cada camiseta vendida representa um tijolinho para o templo.

Primeiramente fizemos pinturas apenas em camisetas brancas, agora houve uma invasão de cores: rosa, açafrão, cinza, mesclado, bege, azul e verde – sempre cores pastel para realçar a pintura manual, que diferente da serigrafia não pega bem em cores fortes.

Além de apresentarmos nossa coleção gostaríamos de sua colaboração para eleição das estampas mais bacanas. Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor. Eu, Radha Priti, não sei de nada, as duas estampas que achei que ficariam encalhadas (e só produzi uma de cada) foram as primeiras a deslancharem. Teve uma estampa que achei muito bonita, a fiz em vários tamanhos e acredite ou não esta encalhada. Então, a ajuda de vocês é muito importante, já que não são os meus gostos que deve ser prevalecido e sim o de vocês, nossos consumidores. Por isso fiz uma enquête ao final das fotos das camisetinhas. Clique no link, e por favor, escolha a(s) estampa(s) que mais gostaram.Sugiro que escolham pelo menos cinco camisetas favoritas.

Outro material que será feito para auxiliar as vendas é um catálogo de moda. No catálogo constarão todas as estampas já produzidas e as explicações delas. O Prabhu Gourasundar dasa, Bhakti Sastri, discípulo de Param Gati Swami e morador de Londrina-PR esta escrevendo pequenos textos para qualquer leigo possa entender o que cada estampa quer dizer, com certeza além de nos ajudar a vender, o catálogo vai nos auxiliar a pregação. Gostaria de pedir às pessoas que compraram ou ganharam essas camisetas envie-me fotos vestindo-as até o dia 29/02. Para incentivar a emissão de fotos, farei um sorteio de uma camiseta para quem colaborar, com o tamanho e estampa a escolher. Por isso, por gentileza, encaminhe suas fotos para radhapriti@gmail.com. Obrigada.

Nossas camisetas:
:

Amar é…

Aula

Bailarina

Bailarina 1

Bailarina 2

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Bailarina 3

Bailarina 4

Bailarina 5

Bala Gopala 1

Bala Gopala 2

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Bananas

Bhajan

Bhajan com Caitanya.

Borboleta

Búzio 1

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Buzio2

Damodara

Devota

Elefante

Fada

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Família Vaishnava

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Flor

Full Sankirtana

Get Involved

Gopis

Hanuman Super Poderoso

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Hanuman Sanrio

Heliconia 1

Heliconia 2

Hibisco

Indiana

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Jagannatha

Japa

Kirtana

Kirtana 1

Kirtana 2

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Kirtana 3

Krishna

Krishna 1

Lakshmi

Lótus 1

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Lótus 2

Lótus 3

Nimai

Nova Gokula

Nrisimhadeva

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Pés de Radha

Prabhupada

Prato de arati

Radha

Radha 1

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Radha 2 (com abelha)

Radha 3

Radha e Krishna

Radha e Krishna 1

Radha e Krishna 2

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Sankirtana

Saraswati

Sombra de Krishna

Syamasundara

Templo

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Tocando búzio

Vishnu

Vishnu 1

Vivaha

Vivaha 1

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Clique aqui para votar em nossa enquête e ajude a fazer um serviço melhor.

Radha-priti dd

Domingo era dia de Ratha Yatra e Festival da Índia. Fui convidada pela Nalini Sita para ajudar com as flores, apesar de ser alérgica a alguns tipos de plantas acho que é um serviço prazeroso. Na noite anterior ajudei fazendo guirlandas de papel crepom até tardão. Estava um pouco reflexiva e apreensiva sobre o dia do evento, é sempre assim… fico ansiosa e com o coração disparado. Como Jagannatha é lindo!

Dormi na escola do pai da Nalini, que fica bem próxima ao templo. Ela queria que eu a ajudasse bem cedinho decorar o carro do Senhor. Quando acordamos no domingo o sol ainda não havia nascido. Logo que o carro de Jagannatha chegou na Av. Paulista saímos com os arranjos de flores. Estava garoando e nossos corações estavam apertados.

Alguns poucos devotos montavam o carro de Jagannatha, a maioria preferiu ir se abrigar da chuva no templo. A Mãe Narayna estava um pouco preocupada com os esforços dos prabhus, ela nunca tinha visto armar o carro do Senhor do Universo e ficava inquieta com o que julgou a dificuldade dos prabhus. Após alguns instantes, com o carro armado eu e a Nalini subimos para começar a decoração de flores. A chuva apertou, em poucos minutos estávamos encharcadas. Enquanto isso o prabhu Karuna gentilmente procurava capa-de-chuva. Quando ele nos deu as capas, aliviou um pouco, trabalhamos por mais alguns minutos. Esperamos ansiosos por uma estiadinha, como a que teve no ano passado, mas não aconteceu! E pela primeira vez, não houve o grandioso desfile de Jagannatha! E acredito que esse fato é bom para todos nós envolvidos direta ou indiretamente com o serviço devocional pensamos em nossas atitudes, vermos se estamos sendo éticos, arrogantes, humildes, sinceros e quando conseguimos enxergar um defeito em nosso serviço, teremos a grande oportunidade de melhorar. Não devemos nunca perder a oportunidade de evoluir.

Depois de desmontar os arranjos feitos para o carro de Jagannatha, fomos para o templo. A Nalini e eu, completamente ensopadas. Mas depois de algum tempo ficamos secas, estava muito quente e o calor humano favorecia. O templo estava lotado como há muito tempo não via, nem o Janmastami (ocasião que recebemos muitos indianos) estava tão cheio. Fiquei feliz em rever alguns devotos que estavam afastados, Gurudeva também veio e para mim, qualquer atração musical internacional é completamente menor que a presença do Guru. Quando ele entra num ambiente, parece que preenche o local com sua energia positiva.

O altar abriu por volta de meio-dia e meia e Jagannatha opulosamente enfeitado deu darshan. Eu estava encostada no altar, como a sala do templo ficou completamente lotada e não ia dar para dançar, aproveitei o momento que permaneci bem junto das deidades para cantar, me emocionar e ficar muito feliz. Cantei o gayatri e enquanto isso Gurudeva liderava o kirtana.

Associei-me bastante com os devotos queridos. Gurudeva pediu para que eu fizesse serviço para a deidade do Adi-templo e hoje pela primeira vez servi diretamente Jagannatha. A Mataji Govinda Lilamrta se predispôs a me ensinar. O serviço é bem complexo, porém muito prazeroso, cozinhamos para a deidade, trocamos a roupa da deidade, colocamos a deidade para dormir… cantamos o gayatri coladinhascom Jagannatha. Puro néctar! O legal é que a Govinda mora aqui em Osasco, então uma mão vai lavar a outra: ela me ensina a cozinhar e fazer arati e eu dou carona para ela até o centro de Osasco. Na realidade eu sou duplamente favorecida porque odeio voltar para a casa sozinha, morro de medo das sinaleiras.

Fotos de ontem:

Os prabhus com muito trabalho, ainda agravado pela garoa, armaram o carro de jagannatha.

br>
Bhava, Mãe Narayna e Nalini Sita.

Nalini Sita e eu. Uma das grandes amigas que ganhei nos últimos tempos.

Karuna carrega a roda de Jagannatha.

Trabalho em equipe.

S2, a Nalini disse que significa coração.

Bhava e Nalini.

Os prabhus manobram o carro da calçada até a Av. Paulista. Era hora de enfeitarmos o carro com muitas flores.

Tomamos bastante chuva. Porém o prabhu Karuna trouxe-nos capas de chuva! Obrigada prabhu!

Devidamente empacotada.

A Nalini lembrou que esse foi o primeiro serviço devocional que fizemos juntas.

Mãe Narayna, também tomo chuva.

O carro foi ficando muito lindo.

Tinham poucos devotos “curtindo” uma chuva. A grande maioria estava no templo.

Nalini e Karuna. Quando recebemos a notícia que não iria ter ratha yatra, voltamos para o templo. Deixamos os arranjos de flores e as guirlandas de Jagannatha.

Eu e a mãe Narayna. Estou sorrindo a toa.

Eu e a Áurea de Salvador.

Uma foto do bhajan. Na hora que o altar abriu estava coladinha com o altar. Foi emocionante. As deidades estavam lindas, cantar o gayatri ali foi uma experiência impar.

Estava espetacular. Parabéns para o pujari.

O mais lindo de todos.

Subhadra.

Balarama.

Jaya Goura Nitai!

Gurudeva é estático. Estava cansada na hora do kirtanaquando o Guru entrou na sala do templo pulei de tanta alegria.

Transcendental.

Mais uma para garantir.

Conversei com muita gente que não via há muito tempo. Fui tomar um açaí com uns devotos e depois fomos ao colégio da nalini pegar umas coisas que tinha deixado lá. Era só uma passadinha, mas dourou muitas horas.
Na foto: Govinda e Nalini.

Nalini frenética, ao tentar sacanear o Doyal, deu com o rosto na parede.

Eu e a Govinda.

Colinho da amiga é bom demais.

Ontem alguns discípulos, aspirantes a discípulos de Param Gati Swami e eu fomos ao templo por um motivo em especial: o aniversário do nosso amigo Doyal. Após o programa noturno fomos comer um hot dog vegetariano, mas um temporal atrasou um pouco a nossa ida a lanchonete. Resultado: quando deu uma acalmada na chuva sete negos entraram em um carro e a bagunça generalizada marcou toda a nossa celebração.

Fotos dos fatos:

Pelo menos as matajis foram na frente e os prabhus atrás.

Uma no colo da outra.

Eu tranquilona e confortável no meu banco.

Ananda Vrindavana e Govinda Lilamrta

Achei o lanche imenso e pesado demais.

Não sabia que era para ir de uniforme.

Eu entregando um cartão de amor ao Doyal.

Amar é…

A volta para casa. Osasco city.

Estou muito feliz e isso tira totalmente a minha inspiração. Confesso que outros momentos são melhores para escrever… mas espero que minha felicidade dure para sempre, vocês não ligam, né?