Blog do Sonho Eterno

Archive for maio 2010

 

 

 



Anúncios
Tags: , , , ,

Me sinto super constrangida. Um dos porteiros do prédio onde eu trabalho é um rapaz que gostava de mim quando eu estava no primário. Creio que na 6ª série. Nessa época, além de não me interessar por garotos porque ainda brincava de boneca e era super infantil, não achava o rapazinho digamos atraente, o que ele continua não sendo. Hoje em dia passo por ele e ele fica com uns sorrisinhos meio estranhos para o meu lado o que me envergonha muito, o que acabou de acontecer. Tenho que pensar duas vezes antes de ir ao hall de entrada do prédio, porque ele fica me olhando descaradamente, até outras pessoas que não sabem do caso já perceberam a insistência do cara. Bem que ele podia ser leitor do blog, se tocar e parar!

Faz tempo que não falo de moda masculina, né? É que acho a moda masculina as vezes tão boring. Cheia de regras e poucas ousadias, a maior parte do tempo é difícil o homem se vestir de maneira criativa sem parecer gay, aliás, os gays dão de 10 nos heteros no quesito estilo. Outro dia, dissertei sobre a regata para cavalheiros e um rapaz ficou indignado, falou que ia continuar usando. E quem liga? Eu não! Eu só alertei que esse tipo de roupa só deve ser usado quando seria possível (e elegante) estar sem camisa, ou seja, na praia ou na beira da piscina.

Outra coisa que quero compartilhar com vocês é que nos anos 90 tinha um namorado que achava que calça jeans e camisa pólo era roupa social. De tanto usar camiseta (tipo t-shirt) com bermuda ou calça oversize. Quando ele colocava uma roupa do tamanho certo, se sentia arrumadinho e formal. Mas lembre-se, jeans é camiseta são roupas estritamente esportes, nem casual eu diria.

Indo direto ao assunto, achei num blog algumas imagens do homem estilo rocker, diga adeus aquelas roupas pretas, pesadas, excesso de correntes, maquiagem preta e carregada. O roqueiro do novo milênio é mais clean, meio geek e muito, mas muito estiloso. Inspire-se.







Embora esteja feliz, algumas coisas me deixam, digamos, muito irritada ainda. Então resolvi compartilhar com vocês as  5 coisas que estou odiando no momento. Quem sabe alguém não me da uma luz?

1. Homem baixinho reclamando do meu salto.

 

Hoje no serviço um homem, menor que eu, é claro, reclamou do tamanho do meu salto. Disse que eu era muito alta para usar um salto daqueles, e detalhe, nem estava usando um dos meus maiores saltos. Foi um sujeito que nunca vi na vida, com síndrome de inferioridade, coitado, não entendo porque uma mulher alta mexe tanto com a virilidade dos homens e eles nos temem… já até escrevi sobre isso aqui.

2. Pessoas que me ignoram, do nada!

Provavelmente não tem nada que me irrita mais quanto quando uma pessoa passa a me ignorar do nada, sem que eu saiba o que aconteceu. É sério, dá vontade de esganar, no bom sentido, é claro.

3. Falta de bom senso

É sério! Ando odiando pessoas sem senso do ridículo, entronas, pidonas e sem pudor.

4. Falta de raciocínio lógico

Longe de mim ser a garota crânio, mas estou com muita dificuldade de me relacionar com pessoas com baixo raciocínio lógico, aquelas que não dá nem para conversar sobre novela.  

5. Piriguetes e cafas

Assim como não gosto dos homens cafajeste, desgosto também das piriguetes, aquelas mulheres oferecidas, que usam roupas inadequadas e vulgares, que se jogam em homem casado e não tem o menor pudor em estragar uma família. Pior, se gabam bom isso.

Enfim, ando odiando tudo isso hoje.

Tags: ,

Confesso que estou viciada em arrumações de mesas, festas e mini-eventos. Recentemente investi em louças, taças, copos, formas, suplas, talheres, jogos americanos e atualmente meu objeto de desejo não é um it-sapato e sim um jogo de jantar lilás! Também já fiz alguns porta-guardanapos com motivos indianos, o que ficou super original e você pode ver clicando aqui.  

Nos últimos dias conheci uma jornalista, a Chris, da Casa da Chris que tem um quadro super fofo no canal Home & Health e dá dicas de festas rápidas para um casal, para a família (pais e filhos) ou um pouco mais de gente, tudo usando a nossa casa como ambiente. A Chris também sugere essas festinhas como quebra de rotina e dá dicas ótimas de como fazer um pic nic no chão da nossa sala ou uma seção criativa de cinema. Pensando nisso e querendo deixar nosso jantar de sexta-feira um pouco menos monótono e frio, arrumei uma mesa simples, porém pop, divertida e deliciosa.  

  

Nosso jantar seria um lanche rápido, já que somos filhas de Deus e ninguém merece cozinhar na sexta-feira de noite. O menu, super simples, consistia em dois tipos pães numa cestinha, três tipos de patês (tomate seco, alho – não como e beterraba), tábua de queijos, mussarela fatiada, tomate fresco e suco de laranja.
  

O diferencial estava nos detalhes. Na taça de banana split coloquei um par de velas. As velas para jantares não podem ser aromáticas, ou seja, não pode ter cheiro, porque pode confundir o cheiro da comida e enjoar os convidados. (Foto a esquerda)  

No jogo americano imitando disco coloquei um pratinho com estampa dos anos 60, que comprei semana passada no Pão de Açúcar do Guarujá e paguei R3,99, uma pechincha. O guardanapo de pano, que eu amo, dá todo charme ao evento. Meu pai que está acostumado a comer na mesa da cozinha, amou a surpresa, transformamos uma simples refeição num gostoso jantar em família. Experimente você também fazer um agradinho desses em sua casa. É sucesso garantido!  

Meu próximo evento será um Café Colonial, refeição típica do sul do país. Quem quiser palpitar na minha festinha clique aqui, quem sabe não uso a sua sugestão para receber as pessoas em minha casa ou até te convide?

Post rápido para sugerir um presente super original para a namorada, mãe, amiga, irmã, tia, madrinha, prima… enfim, qualquer mulher especial que você ama. Achei num blog super fofo, o Não Me Mande Flores , trata-se de uma jóia personalizada, onde pode escolher o que escrever e a pedra que usar. Achei digno e diferente.  A loja virtual pode ser acessada aqui.

Olha que lindo. Segunda a autora do blog acima, a jóia chegou caixinha linda, cheia de sementes e mini-pétalas cheirosas. Fofíssimo!

Confira uma outra foto do colar (dessa vez tirada pela dona da loja) e mais alguns trabalhos da Simag. Vale super a pena.

Tags:

Me consome neste início de tarde. Eu sou ansiosa demais, roo as unhas, tento parar, mas ainda roo. Preciso de respostas, preciso de certezas. Não gosto de ver a vida passar, não gosto de ser conformada. Eu preciso saber, eu não quero sofrer. Sou ansiosa, quero saber das coisas, não sei esperar, sou agitada, inquieta e elétrica. Nossa, quero comer. Quando a gente come a ansiedade se vai. Quero comer uma barra enorme de chocolate branco, quero que isso passe, não sei esperar, sou ansiosa demais.