Blog do Sonho Eterno

Orkut X Namoro: Uma combinação perigosa!

Posted on: 15 de julho de 2010

As vezes conversas informais podem dar ideias para posts para o blog. Comentando com uma amiga do trabalho como me sentia insegura com as coisas que via no Orkut e afins do carinha que gosto, a garota embora tenha concordado com o que contava, disse que não era um bom exemplo, já que era por demais ciumenta. Porém algumas discrepâncias não se trata de ciumes gratuito, representam sim um problema para qualquer relacionamento.

De fato, muitas vezes, não temos culpa pelo conteúdo de alguns recados que recebemos no Orkut ou Face Book, por exemplo. Porem algumas vezes um elogio, um convite para um encontro casual ou qualquer outra coisa que demonstra uma intimidade exacerbada pode gerar discórdia e magoar (de verdade) a pessoa que supostamente gostamos. E ainda, o autor (ou autora do recado) poder ser aquela gente maliciosa querendo estragar o ritmo de um namoro bacana, por algum interesse real ou não.

Para evitar a fadiga e o excesso de brigas desnecessárias, muitos casais optam pela criação de um perfil único, do estilo “João e Maria”. Não vejo nenhum problema nisso, até porque namorados partilham de muitas coisas, tem alguns amigos em comum, por isso, se for pela saúde da relação, acho uma alternativa bastante válida e menos radical. Porque também há casais, mais estressadinhos, que preferem cometer o Orkuticídio (Orkut + suicídio), que nada mais é que cancelar a própria conta no site de relacionamento. Também não critico quem o faz, afinal de contas, um bom namoro (ou casamento) vale muito mais do que manter uma conta num site onde mais da metade das pessoas que somos amigos não são pessoas que nos relacionamos de verdade, em alguns casos, se quer conhecemos. Mas uma coisa é fato, existe muitas reclamações de casais por conta desse tipo de site, que muitas vezes pode ser sim a vedete do final de uma relação.

Na realidade, nesse caso não existe o certo e o errado, de repente ter um perfil em comum, ou excluir as páginas nesses sites de relacionamentos não são suficientes. Afinal de contas, quem quer trair, vai fazê-lo, você querendo ou não! Por isso, acredito que as relações precisam ser na base da confiança, e uma vez quebrada fica bem difícil restabelecer. Para que manter suas ex-peguetes como sua amiga? Pode ser arriscado, elas podem mandar mensagens para você a qualquer momento e miar o seu namoro. E pior, para que ter quer amigos que se quer conhece? Eles podem ficar te elogiando e deixando o seu bofe inseguro e chateado. Aliás, também pode ser pior, e se ele der corda para conversinhas com amiguinhas que está simplesmente conhecendo? Bom, se chegou a esse ponto, acho que esta na hora de repensar o sobre o relacionamento. Algo está muito errado! É só pensar, por exemplo, gostaria que sua namorada estivesse conhecendo outros homens?

E não venha com a desculpinha que é só uma amiga digital, que o sexo é virtual, que conheço sim muitos namoros que começaram na net  e viraram casamento na vida real. Tenho um exemplo bem fresco na minha mente. Uma colega da época de faculdade, que inclusive era casada com um homem bem sucedido que trabalhava numa multinacional. Um belo dia, entediada, entrou na internet para jogar dominó e conheceu um homem, português que vivia no Canadá. A priori eles se encontravam na net apenas para jogar, porém não demorou muito para se sentirem envolvidos e finalmente apaixonados. A moça, num curto espaço de tempo, terminou com o marido, casou com o namorado (que conheceu virtualmente) e foi morar lá no Canadá.

Outra coisa que esses sites do estilo do Orkut, Face Book, My Space, Twitter… favorece os encontros casuais, que contribuem até para o alastramento de doenças venéreas. Na Inglaterra observou-se um aumento de sifilis nos locais onde o Face Book é mais utilizado. Já pensou? Além de perder o namorado, ganhar como brinde uma DST? Por isso, sou a favor de ficar de olho bem aberto. Se existe alguma irregularidade onde posso ver, quiça no reservado? E outra, também sou a favor de terminar o relacionamento quando não se existe respeito, onde você não confia no parceiro e ele não está nem aí para preservar o que existe entre vocês. A gente não tem que ficar com quem não gosta da gente! Se isso acontecer com você, não tema a solidão! Sempre digo uma coisa homem é que nem biscoito, sai um, vem oito. Falo isso porque todas as vezes que meus namoros acabaram, aumentaram os números de interessados. Arrisque-se!

Além de fundar minha pesquisa sobre páginas de relacionamentos em sites conhecidos, vide os links (texto em azul) acima, fiz uma pequena entrevista com meus amigos, que você pode conferir abaixo. Pensando bem, nem estou tão fora assim, veja.

O que elas pensam:


1. Você acharia normal, ficaria com ciúmes ou nem ligaria caso seu namorado/marido recebesse mensagens no Orkut chamando-o de lindo, vindo de mulheres que você não conhece?

Karina: Ficaria irritadíssima, muito brava e até brigaria com ele, se ele conhecer a pessoa que o elogiou então a coisa ficaria preta pra ele.
Vânia: Eu odiaria, no caso sendo casada, se fosse namorado, fingiria ser normal.
Monalisa: Não sei o q faria, pois não estou nesta situação, mas com certeza eu ia morrer de ciúmes, ficar puta da vida!
Mariana: Sempre bate um ciuminho né… mas nada fora do normal.
Regina: Ficaria com ciúmes, se tenho ciúmes de até olhar, quem dirá de conversar.
Dilma: Com certeza, eu não gostaria.
Priscila: Ficaria com um pouco de ciúmes e perguntaria a ele quem é a fulana.
Fernanda: Ficaria com muito ciúme.
Cristiane: Acharia normal ficar com muitoooo ciúmes.

2. O que você acharia então, se o namorado/marido estivesse de conversinhas com alguma mulher através dessas redes de relacionamentos? O que faria? Terminava? Matava? Fazia que nem o caso de Sorocaba?
Dilma: É complicado, mas dependendo do andar da carruagem acho que eu terminaria.
Priscila: Como o caso de Sorocaba é bom! Mas eu investigaria um pouco o “conteúdo da conversa” e pediria explicações ou terminava dependendo.
Jeane: Ficaria com ciúmes. É claro que ele não iria ter mais nenhum Orkut.
Alzira: Isso tudo é mera distração… Não gostaria muito, mas não levaria tão a sério.
Karina: Eu ficaria com muito ódio, não sei se teria coragem de terminar o relacionamento de imediato, mas com certeza avisaria que se essa conversinha permanecesse ele iria tomar um belo pé na bunda.
Fernanda: Terminaria.
Duvideodo!
Mariana: Iria diretamente a ele e perguntar quem era a nova amiga.

3. Você acha que essas redes de relacionamentos podem acabar com um relacionamento?
Dilma: Dependendo do envolvimento, acho que sim.
Priscila: Acho não, tenho certeza… Pode sim acabar com um relacionamento com certeza.
Jeane: E sim acho que pode acabar com um relacionamento que já não está legal, porque se o cara fica de conversinhas com outras mulheres e porque ele não tem assunto com a namorada ou esposa, ou seja, tem algo errado!
Karina: Eu acho que muitos relacionamentos terminam por esse motivo, tenho uma colega que se separou (ela era casada legalmente de papel passado igreja e tudo mais), porém, ainda não tinha filhos. As conversas entre o marido e as “putas” internautas não pararam após ela falar com ele diversas vezes, ela não titubeou, colocou o canalha pra fora de casa e da vida dela. Na época tínhamos mais contato e eu dei a maior força pra ela.
Kelly: Eu acredito na frase – O que o amor constrói o Orkut destrói!
Mariana: Desde que as redes sociais existem que milhões de pessoas vivem colocando a culpa do termino de seus relacionamentos nelas… E não é bem assim né? Para chegar a esse ponto é porque o relacionamento já vai de mal a pior muito antes de qualquer conseqüência on-line.

O que eles pensam:

1. Se você vir algum homem que não conhece comentando que sua namorada/esposa é linda, o que faria? Ficaria com ciúmes ou deixaria passar batido?
Leonardo: Isso varia. Acho que depende muito de quem se trata. Se fosse alguém que têm algum passado ou já tentou algo, ficaria puto. Mas se fosse alguém que nem eu nem ela soubéssemos que é, acho que não ligaria muito.
Rodrigo: Eu ficaria com ciúmes e tentaria descobrir quem é esse homem e tentar saber se a minha mulher o conhece.
Mirgon: Nesse assunto tudo depende.
Em primeiro lugar, não podemos impedir que as pessoas sintam atração por nossos parceiros. É normal que isso aconteça e que haja, inclusive, investidas (as outras pessoas não estão dentro do pacto de fidelidade que existe dentro do relacionamento).
A questão, em minha opinião, está em como o parceiro assediado reage e responde a esse tipo de situação.
Marcus: Normal. Quem tá na chuva é para se molhar.

2. Se percebesse que sua namorada/esposa está de conversinha com outros homens, o que faria? Deixaria para lá? Ficaria com ciúmes? Mataria? Faria como o caso de Sorocaba?
Leonardo: Acho que neste caso, também não variaria da resposta anterior. Se fosse alguém que sei que têm de segundas a oitavas intenções obviamente ficaria louco, se não, não esquentaria a cabeça à toa. Claro, se fossem diversos caras ficaria puto também, aí sem querer saber quem é quem.
Rodrigo: Eu ficaria com ciúmes mais uma vez e conversaria seriamente com ela.
Mirgon: Mais uma vez depende do tipo de pacto que existe na relação. Tem muitos casais que utilizam esse tipo de expediente para apimentar um pouco a relação. Outros casais não acham isso legal.
A questão é a lealdade. Se essas “conversinhas” que tu dizes estão fora do rol de coisas admitidas na relação, então existe um problema.
Precisam conversar pra identificar qual o problema e encontrar a solução mais adequada.
Marcus: Terminava e só. Por isso que não namoro ninguém, só fico…

3. Você acha que o Orkut (e afins) pode acabar com um relacionamento?
Leonardo: Acredito que possa contribuir e até culminar sim no fim de um relacionamento. Tanto é que muitos casais excluem suas contas de determinadas redes, pois sabem que isso pode dar problema.
Rodrigo: Não acho que eles acabam, mas o mau uso destas ferramentas pode sim, desgastar uma relação estável.
Mirgon: Com toda certeza. Sites de relacionamento podem destruir uma relação, independente do grau de ciúme envolvendo as partes – inclusive em caso de ausência de ciúmes, dependendo do que possa acontecer nessas redes.
Não podemos nos esquecer que esses sites envolvem pessoas reais do outro lado da tela.
Por isso o que eu sugiro é que o casal tenha sempre muita franqueza sobre o assunto e converse a respeito. É preciso chegar a um acordo e respeitar os limites estabelecidos, sejam eles quais forem.
Marcus: Se a pessoa entrar neles mal-intencionada, tudo pode acontecer. A culpa não é dos sites de relacionamento e sim das pessoas que acessam.
José: Não necessariamente destruir, mas podem apressar o processo, né? Porque alguma coisa precisa acontecer no site de relacionamento pra destruir algo. Concorda?

 

Contribua também respondendo as mesmas perguntas:

 

As duas enquetes abaixo permitem multiplos votos. Ou seja, escolha quantas opções que desejar.

Caso não conheça, clique aqui e veja o vídeo do caso Sorocaba que ficou muito popular essa semana.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: