Blog do Sonho Eterno

Archive for novembro 2010


São meninas que entram na igreja (salão de festas, templo ou qualquer lugar que for o casamento) antes que a noiva. Essa tradição é muito popular nos Estados Unidos e na Europa, eu particularmente acho muito legal, a invés de convidar crianças que podem ficar com vergonha, empacar na porta da cerimonia e estragar o seu grande dia.

O termo inglês é claramente menos honorífico que o francês “Demoiselle d’Honneur”, mas tem o mérito de ser mais explícito pois “Bridesmaid” que significa servindo à noiva

De onde veio a tradição?
É um costume antigo e especialmente comum entre os anglo-saxões que se instituíram na Inglaterra por volta do século V. Porém a tradição é ainda mais velha, foi em Roma que realmente nasceu esse hábito. Já naquela época os noivos eram precedidos por jovens da mais ou menos da mesma idade e com roupas semelhantes a dos cônjuges. Dessa forma acreditava-se que afastavam os maus espíritos que não podiam diferenciar os recém casados do resto do grupo e dessa maneira não poderia prejudica-los, assim o novo casal seria poupado da miséria.

Quem chamar?
Geralmente são as amigas adultas mais próximas, assim como as irmãs e primas da noiva. O ideal é que as damas de honra sejam solteiras, sendo assim, podem ser observadas por algum príncipe presente…

Para que servem?
As damas de honra não são apenas para abrilhantar a cerimonia de casamento. Elas tem um papel muito importante, pois sobre seus ombros repousa a de muitas responsabilidades como preparar o chá de panelas, ajudar a noiva se vestir no grande dia, colaborar com os preparativos da festa e no grande dia ou mesmo dar o apaoio moral a noiva. As damas de honra entram na igreja (no salão ou no templo) antes da noiva.

O que vestir?
Tradicionalmente escolhem-se vestidos iguais, o que dá um resultado muito bacana. Quem define o que as damas de honra vão usar são as noivas, claro que tem que agradar todas as meninas, as magricelas, as mais cheinhas, as altas e as baixinhas… o ideal é estudar um tipo de vestido que combine com o biótipo de todas as suas damas. Outra alternativa é a noiva escolher uma cor e deixar as damas escolherem livremente o modelo, assim será possível achar um modelo que combine com o corpo de cada menina, sem destoar nas fotografias.
O mais chique é que o vestido das damas de honra seja longo, mas em festas mais informais e de dia, permite-se vestidos um pouco abaixo do joelho. Pela etiqueta a noiva deve arcar com os custos dos vestidos.

Outro detalhe, os penteados e as maquiagens devem ser iguais.


A dama de honra deve carregar buquê?

Todas as damas de honra devem carregar pequenos buquês de flores parecidos com o da noiva, que não grite com sua roupa.

Quantas damas posso chamar?
Não existe uma regra! Gosto de número pares, pela estética mesmo, daí as damas entram de duas em duas. Sugiro no mínimo duas e no máximo seis. Se a gente começa a convidar muita gente para papeis especiais perde a exclusividade e a pessoa não se sente especial e sim alguém convidado apenas com interesses de um presente mais caro. Aqui vale uma ressalva, em Portugual acedita-se que números ímpares dão sorte, daí vai do gosto.

Só resta saber se essa moda pegará aqui no Brasil.

Fontes: Casamento e Cia, Neds in Love,

Desde que comecei a namorar falei para meu namorado que gostaria de fazer um ensaio fotográfico com ele. E secretamente pensei em fazer fotos num parque de diversões, que sei que garantem ótimas fotos, por conta das luzes dos brinquedos.

Navegando pela bloguesfera achei esse ensaio de noivado, me apaixonei né? Um local simples, um casal apaixonado e um bom fotógrafo é o segredo de lindas imagens.

Fotos retiradas daqui.

No sábado fui ao correio buscar uma mercadoria, pela qual fui taxada. Para minha surpresa, justo eu que amo e coleciono postais, achei esses cartões do Timão, em comemoração aos 100 anos do Timão… não pensei duas vezes e os comprei. Irei enviá-los para seis amigos corintianos.

Hoje meus pais completam 30 anos que casaram no civil, para não passar em branco essa data especial meu pai mandou uma cestinha de rosas vermelhas e rosas, cor da paixão e amor respectivamente, para minha mãe.

Amorzinho, vai aprendendo… estamos somente no começo!

Tags:

Detesto quando isso acontece, simplesmente porque é um dinheiro que tiram da gente sem nexo, um roubo… é assim,  a gente compra algo no exterior, no caso comprei o chapéu acima no Etsy, numa loja chamada Orphelia, do Reino Unido. Paguei R$155 no total (produto + frete) e quando chegou ao Brasil, recebi um aviso do correio que teria que pagar mais R$79 de imposto de importação para a União. Ou seja, um valor que é aplicado para o que mesmo?

Uma palhaçada! Não estou importando altíssima quantidade, aliás, apenas comprei um produto que não vende aqui no Brasil, e acho uma falta de vergonha na cara do governo nos obrigar a pagar um imposto tão alto. A gente paga 60% de taxa do valor do produto, quando o valor for superior a US$50. Os produtos isentos de impostos são livros e remédios. É uma forma de enriquecer os cofres públicos, que a gente sabe que beneficia no final meia dúzia de gato pingado e meio que nos “obriga” a consumir somente produtos fabricados na China no Brasil.

Nem todas as vezes somos taxadas, por isso, todas as vezes que compro no exterior fico na expectativa se terei que pagar essa multa cara de pau!




No feriadão de finados, eu indo para Varginha e a mão inglesa na Regis Bitencourt… como sempre digo se não há fiscalização a coisa desanda de vez.

Dia desses estava falando como  acho pomposo e-sessions na cidade, falava de São Paulo, mas imagina um ensaio fotográfico romantico em Nova Iorque? O senho de 9 entre 10 mortais… veja essas fotos de Ricardo Reis.














Tags: