Blog do Sonho Eterno

Destruindo Pessoas

Posted on: 5 de março de 2011



Nunca gostei de quem é debochado demais, de quem não respeita o individuo. Lembro quando era mocinha e estava no colégio que tinha uma amiga que tirava o maior sarro que um rapaz que dizia “gostar” dela. Ela era minha melhor amiga e achava aquilo o maior disparate. Mas o karma veio logo. Se apaixonou por um aluno do ultimo ano e lhe mandou uma carta de amor. O vimos lendo essa carta, em tom de chacota, com toda a rapaziada de sua sala, a do ultimo período. Minha amiga ficou arrasada, mas não pensou que o carinha que gostava dela e era tratado com desdém possivelmente também ficou chateado. A reação veio mais rápida que um furacão.

Daí dia desses olhando o Orkut, que é o mecanismo que nos mantém informada dos amigos distantes vi uma ex-colega da universidade, que estava namorando. Até aí não tem nada de anormal, no entanto tratava-se de uma menina mega restrita e até com algum complexo, fiquei muito feliz por ela.

Na época da faculdade, fiz moda e no meu prédio só tinha dois cursos, moda e design digital. As salas de moda eram constituídas em sua maioria por mulheres, filhinhas de papai, que iam para faculdade parecendo que estavam num desfile de moda. (Até por isso, quando vou à faculdade de meu namorado, acho as pessoas desarrumadas demais, porque faculdade para mim era lugar de ir muito arrumada). Os poucos meninos que tinham em nossas saram faziam o estilo descolado e não se interessava por mulheres. No curso de design a incidência era contrária, os meninos eram a maioria e as poucas meninas que tinham, salvo algumas exceções, eram daquele estilo nerds, quase assexuado para um adolescente. Então, foi natural o “approach” das estudantes de moda com os estudantes de design digital.

Havia um grupinho de garotos bastante descolados do curso que descrevi como o mais masculino. Eles viviam distribuindo convites para suas festas loucas, regadas a muita bebida, descontroles e baixarias Lembro-me que algumas vezes fui convidada, mas eles advertiam que não podia levar namorado. Era um convite a putaria e aos gozos demasiados dos sentidos. Claro, que nunca fui numa festa dessas, o máximo que fazia era conversar com um ou outro carinha desse grupo. O pior, pior que essas festas malucas que geralmente acontecia na residência de algum dos alunos era um site que eles tinham. O conteúdo do site era a divulgação das festas e posteriormente a divulgação das festas, o que era um verdadeiro show de horror. Fotos de decotes, de bundas femininas eram comum sense, porém quando uma menina era mais gorda, tinha um sorriso feio, tinha um cabelo mal cuidado… coitada, eles pegavam essas moças para Cristo e faziam comentários maldosos sobre seus atributos físicos. Aquilo me causava arrepios. Tanto que nas suas festas iam mais as calouras, pois desconheciam a fama desse grupo sem noção.

Daí, do nada, duas de minhas amigas se interessou por dois carinhas desse grupo. Coitadas, previ um risco eminente, no entanto não adverti. Comecei a conversar com esses dois carinhas com o intuito de fazer o papel de cupido. No entanto, um terceiro que acho que tinha algum interesse em mim me contou que os dois amigos só estavam fazendo esses joguinhos para gongá-las que nem fazia com as outras no site. Contei na hora para minhas amigas, que ficaram chateadas, uma delas até chorou. E uma delas é a moça que escrevi no começo do post que tornou-se uma mulher linda, estava com o namorado, muito mais interessante que o rapazinho da universidade, em férias pelos Estados Unidos. As vezes acho que Deus nos livra de viver certas enrascadas e nos guarda o melhor para o final.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: