Blog do Sonho Eterno

Posts Tagged ‘Outback

Estou em debito com vocês, leitores do blog, é verdade. Esse é o primeiro post que escrevo daqui da terra do Tio Sã. Ultimamente tenho preferido atualizar meu twitter, é muito mais rápido, dá prara colocar imagens e eu nem tenho que pensar muito no que escrever… consigo atualizar até pelo celular.

Os dias aqui em New York, como se era de se esperar, tem sido maravilhosos. Mesmo fazendo um frio danado, com temperaturas sempre negativas, mas não é muito problema, porque colocamos muita roupa e curtimos a nossa viagem. Tenho sentido falta do pessoal lá de casa, pai, irmão, dinda e das gatinhas. Um salve para as minhas colegas lá do banco, também tenho saudades de vocês, mas estou adorando muito estar de férias.

Tive um impencilio chato. Há tres dias meu joelho esquerdo começou a doer, não aconteceu nada de diferente, por isso acho que é o frio. Mesmo porque quando estou no quarto do hotel, ou no conforto de uma loja quantinha, ele para de doer. Então, ao final do dia ando mancando muito. Hoje tomei um anti-flamatório, comprei uma joelheira e emplastro para dor local em forma de joelheira e fiquei no quarto do hotel a partir das 18h, vamos ver se a dor passa… se alguém souber algum exercício para aliviar a dor eu agradeço.

 

Para não perder a característica de meu querido diário vamos as fotos dos principais fatos…

Primeiro Dia

Chegamos bem cansadas em NYC, mesmo tendo voado na primeira classe, vindo deitadinhas, ainda não conseguimos dormir 100% do tempo. Eu tenho o sono leve, então os movimentos dos passageiros e o barulho da turbina do avião me atrapalham bastante. No nosso primeiro dia nem fomos procurar um local para tomar café, paramos no Planet Hollywood, que fica bem em frente ao hotel e comemos algo caro e super-calórico, aliás acho difícil achar algo que fuja disso aqui em Manhattan. Os drinques sem álcool de lá são bem gostosos, eu sempre escolho o Banana Rama, que dessa vez mudou de nome e é algo com o nome de Spiderman.

O Planet Hollywood  tem muitas dessas coisas de filme e eles mudam algumas decorações. Esse sapato da Dorothy, de O Mágico de Oz, para mim é novidade. Essas peças usadas em filmes é uma das atrações do local, quem gosta de cinema, super vale a pena. Ví que colocaram também recentemente figurinos do Crepusculo.

Para a minha surpresa, além da já anunciada Forever 21 na Times Square, vai abrir uma loja da MAC. Eu meio que amei mais a MAC do que a F21, não sou muito chegada as roupas de lá, acho muito porcarias e meio mal cortadas, parece lojas Marisa.

Depois desse sofrível café da manhã, fomos para o hotel e já acordamos de noite. De noite, a temperatura estava super agradável, algo em torno de 4 graus positivos e resolvemos andar por aqui.

Nossa primeira foto aqui na Times Square. Com a cara amassada de tanto dormir.

A Times Square estava lotada. Tão cheia quanto a 25 de março na véspera de natal. Isso costuma acontecer por aqui aos finais de semana. Por isso acabamos preferindo jantar num lugar já conhecido em downtown.

Escolhemos o Outback. Tinha fila de espera, para variar como aí no Brasil, tivemos que pegar um pager. Logo na entrada minha mãe e eu fomos paqueradas por dois americanos, mas acabamos mudando de local. Minha mãe acha o maior absurdo ser paquerada, já que ela é uma senhora casada de 50 anos. O Outback fica na Rua 23 e o atendimento nem se compara ao Brasil, somos mais simpáticos e prestativos… e nossos restaurantes são principalmente mais limpos.

Passamos num lugar bem interessante aqui pertinho, o Bryant Park, você pode ser o site do local aqui. Além de ter uma pista de patinação bacana, o clima é agradável, em frente tem uma espécie de feira hippie, cheia de porcariada e coisinhas para comer. Com certeza quero voltar lá mais vezes. Esse parque fica entre a 5a. e a 6a avenida com a rua 42. Pai, se vier para cá, podiamos andar de patins, caso meu joelho melhore.

Gente, nunca mais reclamem dos preços da manicura por aí… sai por R$61,60 e eles não tiram cutículas, ok? E se tinha essa faixa enorme é porque eles estavam achando o preço competitivo, não acham?

O único boneco de neve até o momento, feito de papel. Embora tenha nevado dois dias seguidos, ainda não deu muita neve, e nem sei se vai dar. Buáaaa… eu queria fazer meu boneco, trouxe até pá, coisas para olhos, nariz e braços… hahaha e pior que não é mentira.

Um pouquinho da Macy’s, a maior (e melhor) loja do mundo, para vocês matarem vontade. A decoração de natal dela estava linda a melhor entre as lojas de departamento. Mas hoje eles já começaram a tirar a decoração.

Essa era uma das vitrinas da Macy’s para o natal, cheio de cartinhas para o Papai Noel. Divertido.

Me façam perguntas também no meu FORMSPRING.

Anúncios

Embora seja vegetariana há 14 anos, gosto de comer no Outback. Tem algumas opções para mim como as fritas, dois tipo de macarrão, saladas e uma sobremesa de coco queimado deliciosa. Sempre achei que o sabor e o atendimento de lá compensavam a espera, que muitas vezes pode ser longa e o preço para lá de salgado. Já fui às filiais de Alphaville, Shopping Eldorado, Shopping Burbon, Campinas e New York e ainda não tinha tido problema semelhante como o que me aconteceu ontem de noite.

Foi na filial do Shopping Eldorado, do proprietário Eduardo de Godoy Moreira. Chegamos ao Outback as 19:18h, quando demos o nosso nome para a recepcionista fomos alertados que haviam 11 mesas em nossa frente, como não estávamos com pressa não nos importamos. Chegamos à área do bar e ainda tinham muitas cadeiras disponíveis, sentamos e começamos a conversar. Quando deu uma hora de espera começamos a sentir a demora e começar a observar que as pessoas que haviam chegado bem depois da gente levavam cerca de 20 minutos para serem encaminhadas as suas mesas. Só que as pessoas que observamos eram as que estavam com mais de duas pessoas, sendo assim, imaginamos que eles estavam esperando mesas de duas pessoas para nos dar acomodar. Coisa que achamos um absurdo!

Quando nossa marca de espera deu duas horas reclamamos com o garçom! Ele simpaticamente respondeu vocês estão esperando mesa? A vontade que eu tive foi dizer, não, estou esperando o Papa chegar e ele foi verificar. Nosso pager era de número 7. Minutos depois ele nos informou que já seriamos chamados.

Pouco depois veio uma moça e perguntou se era a gente que o pager havia sido chamado e não tinha funcionado. Nem sabíamos que tinha acontecido isso, afinal o garçom não nos disse nada! Ela ligou para outra pessoa e viu sim que nós éramos o pager com problema. A meu ver, quando um restaurante vê que chamou uma pessoa e ela não foi deveria, no mínimo, procurar pela espera, mesmo porque eles tem um sistema de microfone que chamam alguns pelo nome quando acabam os pagers, mas não o fizeram.

Exatamente as 21:36h sentamos em nossa mesa. Fizemos o nosso pedido e não demorou muito para chegar, o recebemos as 21:48h. Começamos a comer e quando olho para minha surpresa um cabelo enorme no meu macarrão. Que nojo! Na hora lembrei daquela lei paulistana que os cozinheiros deveriam usar touca e mascara na boca, não sei se a lei não deu certo ou se não existe fiscalização.

Mostrei para a garçonete e ela prontamente trocou meu prato trazendo um novo. Ao final, quando pedimos a conta o meu macarrão foi descontado, porém pagamos os 10% do serviço, porque embora tenha sido muito mal atendida anteriormente pela garçonete, se não me engano Roberta, fomos bem atendidos. As 22:29h, ou seja pouco mais de três horas depois, fomos embora.

Fiquei bastante frustrada, sempre gostei do restaurante, mas ontem a coisa estava russa. Até o banheiro estava imundo, sem papel higiênico nas cabinas do vaso sanitário, um cheiro insuportável de xixi e os lixos com papel até para fora de tanto tempo que não vinha uma faxineira no local. Lastimável.

Update 7 de junho de 2009

Eu sou brasileira e não desisto nunca! Hoje inesperadamente voltei por total comodidade ao Outback do shopping Eldorado. Quando entramos a recepcionista nos disse que havia nove mesas em nossa frente. Sentamos na área do bar e pedimos um refrigerante e uma porção de batatas frita sem bacon. Um casal que sentou 20 minutos após a nossa chegada foi chamado, eu olhei no relógio e já estávamos 42 minutos na espera. Meu irmão foi verificar se havia algo de errado e mais uma vez o nosso pager de número 78 não foi chamado. A moça trocou por um de número 21 e disse que seriamos a próxima mesa que vagasse. Após mais 10 minutos de espera e por não termos sido a próxima mesa pagamos a conta do bar e fomos embora.
Quando pedimos a conta o rapaz do bar perguntou se podia incluir o serviço, dessa vez meu irmão foi firme e disse que serviço? Ficamos aqui o maior tempão aqui e não nos atenderam em uma mesa.


Canhoto do nosso pagamento ao restaurante. A recepcionista desconfiou que nosso pager não tocou porque estávamos passeando no shopping, aqui esta a prova de que estávamos na área do bar do Outback. Alias, estávamos no mesmo lugar que ficamos no sábado passado e não fomos chamados. Estou desconfiando que o pager não funciona dentro do próprio restaurante.


Peguei o pager emprestado para provar que não fomos atendidos e que ninguém estava nem aí para a gente.

Aos poucos vai dando uma dorzinha no coração, a viagem a terra que elegeu Obama como presidente esta acabando… fica aquele gostinho de quero mais. Queria morar aqui, mas gostaria que todos que eu amo viessem junto. Utopia! Mas não paga nada para sonhar. Hoje é o meu ultimo dia completo aqui em New York, amanhã volto para casa e quarta-feira já vou trabalhar! Me da uma tristeza… em contrapartida aí no Brasil comerei os quitutes da Vera, não agüento mais passar mal, gente eu fico com problemas intestinais o tempo todo quando estou aqui, do primeiro dia ao último! Fora que terei roupas limpinhas para colocar, não agüento mais repeti-las me sinto meio russa.

Agora estou ficando mais desenvolta com meu inglês, é sempre assim, no final da viagem fico mais segura e arrisco conversar com as pessoas além do trivial de boa educação. Antes fazia de tudo para ninguém conversar comigo, agora às vezes sou simpática e começo a conversar, alias, para mim que sou tímida e não nativa da língua inglesa são duas conquistas.

Vamos lá ao meu dia a dia, desde já aviso que foram dias de temperaturas negativas e muuuuuito vento, a parecer ainda mais baixo.

13º dia

Foi mais um dia de compras de eletro-eletrônicos, meu pai adora ira a essas lojas eu sinto um pouco de tédio, vou confessar a vocês, nesse caso gosto de ser bem objetiva, comprar o que precisa e ir embora, diferentemente das lojas de roupas e maquiagens. Hahaha

Image Hosted by ImageShack.us
A gente na 7th Avenue voltando da BH Photo.

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Almoçamos na Pizza Hut, eu não gosto do sabor da Pizza Hut no Brasil, porém aqui ela é deliciosa! Outra coisa, assim como o Mac Donald’s e o Burguer King, a Hut é freqüentado por pessoas de baixo poder aquisitivo, o restaurante não é tão bonitinho… foi a refeição mais barata que fizemos aqui, mesmo porque não tivemos que pagar tip. Tips são as gorjetas que temos que dar nos restaurantes e variam entre 15% a 20% do total da conta. Pesadão, né?

De noite fomos novamente ao píer 17, esse foi o nosso primeiro passeio, fomos lá logo que chegamos só que era dia. De noite as perspectivas são diferentes, nem tinha notado, no entanto que havia uma pista de patinação de gelo tenho o sonho de patinar, mas cadê a coragem? Nunca soube andar de patim convencional, acho que sou grande demais para isso.

 

Image Hosted by ImageShack.us
Tirei a sorte no gênio e sou tão azarada de coloquei um dólar e não recebi o meu papel da sorte.

Jantamos no RED, um restaurante mexicano. Comemos entre outras coisa burritos o meu era vegetariano, até a massa dele era integral. Aqui os pratos são enormes, não comi nem a metade do prato, embora estivesse delicioso.

Image Hosted by ImageShack.us
Entrada do RED.

14º dia

O dia foi bem bom. Como estava muito frio decidimos que era dia de museu! Primeiro fomos a um bairro que eu nem conhecia o Noho, comprar ingressos para o espetáculo Stomp. O local fica bem pertinho do teatro do Blue Men.

Eu gostei do bairro, um pouco mais boêmio, cheio de punks e brechós que vendiam jaquetas de punk todas cheia de rebites… na minha “época” a gente que fazia as nossas jaquetas. Também é um lugar que tem uns camelos e muitos restaurantes asiáticos com preços bacanas, mais baratos que aqui na Times Square.

Image Hosted by ImageShack.us
Brechó.

Image Hosted by ImageShack.us
Brechó.

Image Hosted by ImageShack.us
Um flagra de um punk na rua.

Comprados os ingressos e dado uma olhadinha no local, fomos direto para o Metropolitan. Quando descemos na estação próxima ao museu achamos uma pet shop e compramos umas coisinha para as nossas filhinhas:

Image Hosted by ImageShack.us

Já tínhamos comprado na MM’s essas coisinhas:

Image Hosted by ImageShack.us

Ficamos lá muitas e muitas horas. Vimos coisas do Egito antigo, Roma, Grécia, Oceania, Américas (não vi nada do Brasil)… mobiliário europeu, armaduras européias, quadros de pintores europeus, arte moderna (o acervo do MoMA é mais legal). Foi um passeio bom até que meus pais resolveram tomar um café dentro do museu. Depois de uma hora de procura achamos um restaurante, entramos. Pedimos duas taças de vinho argentino, um sprite, e uma tabua de queijos (que vieram 7 pedaços pequenos de queijo e 3 pedaços de marmelada) e pagamos a ninharia de US$61 (R$ 146) sem a tip, não vi quanto o meu pai deu.

 

Image Hosted by ImageShack.us
Miró um dos meus quadros favoritos.

Jantamos no Planet Hollywood.

15º dia

Ontem foi mais um dia de compras. Começamos pela Sephora, uma loja de maquiagem e outros produtos de beleza. Tá tá tá comprei mais maquiagens na Sephora que é uma loja demais, vende multimarcas e a própria marca, será que tem dela no Brasil??Fiz até um cartão de descontos e já ganhei dois brindes porque já fiz três compras lá. Ai ai ai ui ui. Adoro esse jargão do Silvio Santos.

 

Image Hosted by ImageShack.usNa frente da Sephora tinham essas meninas dançando, imagina essa roupitcha com temperatura negativa?

Image Hosted by ImageShack.usMinhas compras de ontem na Sephora.

Image Hosted by ImageShack.usOlha as placas de liquidação.

Depois passamos na Virgin estava com placas de descontos de 10% a 30% em todas as mercadorias da loja, comprei alguns CDs e um DVD de surfe feminino. Parece-me que essa liquidação é porque a loja vai fechar, muito triste a crise gente, ontem passamos numa rua que tinham várias joalheiras e muitas já fechadas!!

Image Hosted by ImageShack.us
CDs e DVD que comprei.

Image Hosted by ImageShack.us
A gente na 5 a. avenida.

Passeamos pela 5ª avenida, tínhamos que comprar uma encomenda da Isabela, presente da Ingrid, da Daniela e fomos a Apple atrás de um HD para meu irmão. Infelizmente não tinha e tivemos que ir a downtown onde achamos um Outback. Almoçamos lá… mas não tinha o Mac Cheese que eu gosto e nem outras sobremesas sem bolo! O Outback é igualzinho a mesma decoração, o banheiro esta escrito Sheilas e Blocks, só que o atendimento brasileiro da de 10 a zero, sério gente, o garçom sumia e ficamos muito tempo lá dentro. O preço é bem parecido com o do Brasil, sendo assim, foi um lugar onde a conta não ficou tão pesada.

Image Hosted by ImageShack.us
Outback daqui.

De noite assistimos Stomp, é legalzinho, mas ainda prefiro Blue Men. Dizem que o Stomp é o único espetáculo que não precisa saber inglês para entender e acho que é verdade, então fica aqui a minha dica.

Jantamos no Maha Curry um indiano delicioso, só que o garçom ficava meio confuso e demorava em nos atender. A comida é deliciosa e o preço vale super a pena. O puri de lá é demais, peçam. Adoraria que em São Paulo (quiçá em Osasco) tivessem tantas variedades de restaurantes indianos.

Image Hosted by ImageShack.us
La no Noho tinha uma lojinha Indiana q eu comprei essas coisinhas.

Agora minha mãe esta arrumando as malas dela e do meu pai. Se ela demora 4h para se arrumar para sair, imagina arrumando mala, hoje para ela o dia será perdido. Eu vou a Victoria’s Secret e Toy R Us comprar uns presentes.

Beijos.


Anúncios