Blog do Sonho Eterno

Posts Tagged ‘Praça Benedito Calixto

Pessoal, sábado, dia 15/05 acontece na Praça Benedito Calixto mais um show do meu primo Leonardo. O show tem previsão de começar as 14h, todos são convidados.

Mais informações leia o informativo dos organizadores.

II Prêmio “CARRANO” de Luta Antimanicomial e Direitos Humanos

 

Dia 27 de maio completa-se dois anos da morte de Austregésilo Carrano Bueno, dramaturgo, militante da luta antimanicomial e autor do livro “Canto dos Malditos”, que originou o filme “Bicho de sete cabeças”, que junto com o livro revolucionou a história da Reforma Psiquiátrica no Brasil. Carrano se destacou como o principal militante pela Luta Antimanicomial em nosso país. Eleito em congresso na cidade de Xerém-RJ, atuou nos últimos anos como representante dos usuários na Comissão Nacional de Reforma Psiquiátrica do Ministério da Saúde, chegando a receber, em 2003, uma homenagem das mãos do presidente da república Luís Inácio Lula da Silva, por seu empenho na Reforma Psiquiátrica. Além das torturas sofridas nos “chiqueiros psiquiátricos” – como dizia – Carrano sofreu vários processos judiciais por sua militância, principalmente por parte dos familiares dos médicos responsáveis pelos “tratamentos” recebidos nas passagens pelos locais onde foi internado, confinado e torturado. Carrano continuou militando até seus últimos dias no Movimento da Luta antimanicomial, mesmo com a saúde debilitada, no dia 18 de maio de 2008, participou do Dia Nacional de Luta Antimanicomial em Belo Horizonte.

  Continue lendo »

Anúncios

Eu escrevi um post aqui sobre o dia que comecei a comprar os presentes de Natal para o pessoal aqui de casa. Queria fazer tudo antes de dezembro, quando tudo fica uma loucura, mas não é tão fácil achar coisas bacanas.

Comprei a camiseta abaixo para o meu irmão Guilherme. A marca chama-se Ink Gloss e vende numa galeria na Benedito Calixto.

O vestidinho abaixo é para minha mãe.

Comprei numa lojinha chamada Minha Mãe Que Fez, na mesma galeria da camiseta do Guilherme. Acho super-fofo o kit presente deles. A embalagem combina com a roupa, veja foto abaixo.

Teve um ano que eu dei presentes para a família toda, mas como faço aniversário uamá semana antes de natal, sem ser o pessoal de casa, nunca ganho nada, a partir dessa nada, excluí os presentes de natal da minha vida. Já fiquei muito triste por ninguém lembrar de mim nessa data, mas hoje meio que me acostumei a não abrir pacotes no dia 24!

O post foi escrito dia 21/11, mas só foi ao ar hoje para não estragar a surpresa do meu vestido.

Eu escrevi um post aqui sobre o dia que fui as comprei os vestidinhos abaixo. Digo que não foi fácil achar um vestidinho preto e branco para a minha festa. Fui ao Shopping Cidade Jardim, ao La Plaje em Guarujá, ao Villa Lobos e nada! Porém consegui alguma coisinha em mercados alternativos, veja abaixo:


Esse vestido e o debaixo comprei na Minha Mãe Que Fez da Praça Benedito Calixto. Tenho bastante vestidinhos fofos dessa marca. Gosto de Estilistas novos, porque os preços não são muito altos e dá para variar bastante.


Esse vestidinho de urso e o bolerinho abaixo, que não combina com nenhum dos três vestidos, pode ser também uma opção caso eu compre outra coisa. Os comprei na Scrimn, da Galeria Ouro Fino.

O post foi escrito dia 21/11, mas só foi ao ar hoje para não estragar a surpresa do meu vestido. Aguarde o texto de aniversário e descubra qual vestido eu usei.

Hoje, fui do lixo ao luxo com meu irmão aqui em São Paulo. Precisava comprar um vestido para usar no meu aniversário, então pedi para meu irmão, que é um fofo, me acompanhar. E com boa vontade lá fomos nós.

A idéia inicial era ir a Galeria Ouro Fino, gosto muito de uma loja de lá, a Laundry. Porém hoje cedo pedi ao meu irmão incluir alguns lugares. Fomos inicialmente a Galeria do Rock queria comprar algum acessório meio rocker e quem sabe um presentinho pro meu pai. Comprei apenas algumas bijux de acrílico, que eu super-gosto. Passei na loja Mint que é da mesma dona da Laundry mas não gostei de nada.


Depois fomos almoçar ali no Prema, um restaurante lacto-vegetariano que tem ali em Pinheiros. Após um delicioso almoço, como já estávamos ali pertinho, pedi ao meu irmão para passarmos na Praça Benedito Calixto. Ele chiou um pouquinho, mas foi. Andamos numas galerias de lá, fui as lojinhas que eu sempre freqüento e acabei comprando 3 vestidos num que já sou cliente a Minha Mãe Que fez. Um vestido darei a minha mãe de natal e dois, preto e branco, ficarão de opção para usar no dia da festa de meu aniversário. Estou mega ansiosa pela minha festança. Ali também comprei uma camiseta do Rivelino para meu irmão. Não colocarei nenhuma foto dos vestidos, um é presente e os outros posso usar, então não vou queimar.

Nossa próxima parada foi a Galeria Ouro Fino. Como é de costume, fui correndo para a Laundry. Amo o estilo boneca-roqueira da marca, mas dessa vez, não me apaixonei por nada e sai de lá, incrivelmente, sem nenhuma sacola. Acabei comprando um bolerinho super cute e um vestido, que será outra opção para meu aniversário numa loja recém inaugurada a Scrimn.

Passamos rápido pela Oscar Freire, entrei em algumas lojas, mas não achei mais nenhum vestidinho preto e branco do meu interesse. Aguardem o post com minhas comprinhas.

Um dos lugares que acho mais pitorescos em São Paulo é a Praça Benedito Calixto, um reduto boêmio aqui de São Paulo. O bairro, lembra-me um pouco o Soho de Buenos Aires e o Noho de New York.

A praça reúne muitas antiguidades e aqui vale um conselho, meu pai que é colecionador de peças antigas me disse que os produtos da Benedito Calixto estão com o preço BEM acima do mercado e que prefere comprar antiguidades de vendedores do Rio Grande do Sul, por oferecerem preços mais baixos e produtos melhor conservados. Ok? Mas ainda assim é legal para visitar e matar saudades dos nossos brinquedinhos de quando criança…

Outra atração do local são as feirinhas de estilistas novos ao redor da praça. Assim como no Soho de Buenos Aires, eles alugam um imóvel grande e os divide com stands de várias marcas de estilistas iniciantes. Garimpando, acham-se coisas muito bacanas, porém tem muita porcariada, coisas mal cortadas, visco-lycras, palas… Que podem transformar uma mulher de corpo bonito num verdadeiro tribufu.

Os freqüentadores são bem ecléticos, principalmente por ser um ponto turístico, é difícil achar um paulistano por lá. Tem desde modelos esquias a hippies sujinhos. Dá de tudo, família, jovens sem camisa, gente bebendo em boteco ou tomando um cafezinho quente no Franz Café, que vale ressaltar aqui que tem um péssimo atendimento, a única vez que fui lá estava bem vazio era uma manhã de sábado meio fria, queria um chocolate quente, esperei bastante e nenhuma garçonete veio me atender.

O evento na praça é aos sábados das 9 às 19 horas, no bairro de Pinheiros, bem na rua Teodoro Sampaio. A feira tem a participação cerca de 320 expositores divididos entre artesanato, antiguidades e alimentação.


Lá na praça a gente pode tirar a sorte no velho realejo. Repare como o pobre periquitinho está velho e cansado, nas primeiras fotos. Quase morri de dó. Nas fotos mais abaixo tem a banquinha de brinquedos e de livros antigos.


Na primeira foto, a do lado esquerdo, eu com meu pai no Franz Café e na outra mais antiguidades.

Ontem meti as caras por São Paulo, fui a vários lugares que eu gosto de freqüentar, mas colocando na ponta do lápis é muito caro passear por São Paulo, principalmente por conta dos estacionamentos.

1ª parada: Fomos a Rua Teodoro Sampaio para ver instrumentos musicais, demos uma passada rápida pela Praça Benedito Calixto e bisolhamos algumas antiguidades. Fiquei impressionada como os bicho grilos, que são maioria no local, gostam de fumar. Um ato tão demodê, né? Gastamos R$ 8,00 no estacionamento.

2ª parada: FNAC da avenida Paulista. Daí a bica foi um pouco maior, desembolsamos R$ 10,00 por menos de uma hora no local.

3ª parada: Foi a galeria Ouro Fino, na rua Augusta. Com sorte conseguimos parar na rua, se não, seria mais R$ 10,00 pela primeira hora e R$ 6,00 pela hora adicional. O que acho muito estranho de uns tempos para cá é que o terceiro andar foi locado para um museu ou algo do tipo. Era no terceio andar que tinha o banheiro da galeria para os clientes, agora o pessoal do museu não deixa a gente usá-lo. Achei que era obrigatório esses estabelecimentos terem banheiro para os clientes. Um furo e no mínimo falta de respeito com os clientes.

4ª parada: Shopping Eldorado! Lá deixamos mais R$ 10,00.

Sinceramente, estou pensando em abrir um estacionamento.


Anúncios