Blog do Sonho Eterno

Archive for fevereiro 2008

Amanhã quando chegar em Nova Iorque provavelmente estará nevando. Essa é a previsão para o tempo. Tive que comprar roupas para levar, já que aqui o nosso inverno é bem mais ameno e eu sempre prefiro usar saia a calça. Estou muito ansiosa, acordando desde ontem de madrugada.

Tags:

Férias também é período de relaxar e desfrutar também da televisão… esses dias assisti A Massai Branca. A historia é de uma européia que viaja para algum país na África e se apaixona por um nativo. A mocinha modifica toda a sua vida em nome dessa paixão. O filme é longo, cansativo, meio parado, com o final obvio… a gente reza para ele acabar. Vale assistir para ver essa cultura peculiar, é uma história real.

Obs: Tem a cena sexual mais estranha da história!

Hoje o dia estava especial. Estava tão bom que minha mãe arriscou: poderia morrer agora. Apesar da “perfeição” não sou dessa opinião. Os dias aqui na praia estão sendo estupendos, clima agradável, mar maravilhoso, boas campainhas… ando muito feliz, uma coisa muito legal irá acontecer semana que vem, depois conto para vocês. Ando meio supersticiosa, vou falar só depois que acontecer. Quem é do bem, torce por mim!

De noite visitei novamente o aquário do Guarujá, embora fique angustiada de ver aquele monte de bicho presos em cubículos o que mais me indigna é a hipocrisia da sociedade, que acha os peixes tão lindos e não pensam duas vezes antes de come-los. Existe um grupinho de pseudos-vegetarianos que comem só esse tipo de animal, com a justificativa que são frutos do mar.

Hipocrisia.

Para ter o aproveitamento 100%, já estou na praia. Hoje o dia foi bonito e ensolarado, nada daquele calor insuportável estava o suficiente para ser agradável ficar debaixo de um guarda-sol na praia. Embora prefira tirar férias no período das férias escolares, a vantagem desse momento é que as coisas não estão tão lotadas… odeio muvuca. Em poucos dias embarco para uma viagem mais distante e gelada! Estou contando os dias.

Comecei também a ler o Sri Brahma-Samhita de Bhaktisiddhanta Sarasvati Goswami. O legal é que o livro é em inglês, então além de ler um livro devocional estou treinando meu inglês.

Não sei por que lembrei de uma história… esses dias estava contando um caso a um devoto. Vi uma garota dentro do templo toda entusiasmada ela gritava quase fiquei com ele. Me lembrou adolescentes no meio da balada… ai comentei que nem na balada ficava com as pessoas quiçá no templo. O rapaz curioso indagou isso agora que é devota, antes você ficava… Não ficava! Será que sou um E.T. só porque nunca me senti a vontade para beijar desconhecidos em baladas?

O ano de 2007 não foi nada fácil para mim, foi marcado por muitos maus momentos, choros e solidões. No ano de 2007 quase tive uma crise braba de depressão o que me segurou foi minha religião (meu guru – sempre que começava a ficar triste ele aparecia pessoalmente ou na forma de e-mail) e da minha família, (esses são minha estrutura, pessoas com quem realmente posso contar). Orei para o ano de 2007 acabar e como uma forma de superstição acredito que esse ano acabando encerrará o ciclo de maré de azar e dará abertura para uma nova fase da minha vida, mais feliz, mais entusiasmada, cheia de esperança e motivação. Estou bastante esperançosa e quero fazer as coisas diferentes.

Fiz um balanço das coisas que marcaram o meu ano:

 

-Fui iniciada por Purushatraya Swami, recebi o nome de Radha-Priti Devi Dasi;

-Recebi o Guru em casa bem no dia do aniversário do Doyal;

-Comecei a ler o Bhagavatan;

-Engordei;

-Fui à formatura da Daniela em Porto-Alegre;

-Conheci Porto-Alegre;

 

-Fui ao Ratha-Yatra de Porto Alegre;

 

-Fui ao festival da Índia de Paraty e cantei no palco com Vayasaki Prabhu;

-Um homem casado começou a dar encima de mim, escrevia diariamente poesias, ia à minha casa sempre e me dava rosas vermelhas;

-Um ex-namorado quis reatar comigo;

-Esse ex-namorado veio do interior para me ver, pagou um jantar num restaurante caro que São Paulo para a gente, tudo em vão;

-Fiz um voto de celibato para afastar esses bhutas;

 

-Fui a turnê do Festival da Índia em Florianópolis a convite da Ruci;

-Fiz um TCC sobre Ilustração em Livros Infantis;

-Me formei na pós-graduação em Design Gráfico;

-A Tapta (Márcia) ficou grávida;

-A Tapta casou finalmente com o Premavatara.

 

-Fiquei no vermelho no cartão de crédito;

-Minha avó Raimunda caiu da cadeira almoçando, quebrou o fêmur e teve que fazer uma cirurgia de emergência;

-Minha avó Raimunda abandonou o corpo rezando;

-Acuyta Krishna das abandonou o corpo em um acidente de carro;

 

-Fizemos um chá-de-cozinha divertido para a Madhumati.

 

-Minha amiga Madhumati se casou e foi a noiva mais linda que já vi;

-Minha amiga Madhumati sofreu um acidente e não consegui trabalhar no dia que soube de tanto chorar;

 

 

-A Karina ficou grávida;

-Comecei a escrever para o site do Templo de São Paulo;

-Voltei a estudar inglês;

 

 

-Fiz o livro de Vyasa Puja do Guru, ainda bem que alguns devotos me ajudaram (capa do Veda Vyasa);

-Fui ao Vyasa Puja do meu Guru em Goura;

 

 

-Abracei, beijei e alimentei um bezerro, uma vaca e um touro lá em Goura;

-Meu irmão produziu alguns DVDs do meu Guru para eu vender e arrecadar fundos para a construção do Templo de Goura;

 

 

-Viajei para várias cidades do interior de São Paulo com meu Guru;

-Conheci um irmão espiritual muito bacana o Kesava das em viagens com o Guru. Também tive oportunidades de ver devotos fantásticos como Prema Keli e Lila Avatara (Luciano) lá de Campinas;

 

 

-Ganhei uma bicicleta.

-Emagreci mais de 10kg;

 

 

-Comecei a pintar camisetas manuais para o arrecadar fundos para o Guru;

 

 

-Passei o feriado de 12 de outubro na Argentina com minha família;

-Briguei com uma colega de trabalho e minha vida virou um inferno no banco;

-Ganhei uma amiga maravilhosa;

-Tirei todos os piercings que restavam em meu corpo.

 

 

-Conheci o Guarujá;

 

 

-Fui ao Ratha-Yatra de Franco da Rocha;

-Fiz aniversário;

-Fiquei triste que algumas amigas queridas não ligaram no meu aniversário;

 

 

-O bebê da Tapta (Márcia) e do Prema Avatara (Paulo) nasceu bem no dia do meu aniversário;

 

-Ganhei uma festa de aniversário maravilhosa;

-Revi amigas importantes, a Camila fazia mais de um ano que não a via;

 

 

-Passei o primeiro Natal com minha família sem minha avó;

-Banhei a deidade Anantha Sesha que esta no subsolo de Goura;

 

-Recebi a segunda iniciação;

-Cantei o Gayatri pela primeira vez no crepúsculo noturno do dia 31.

 

-Passei o reveillon em Paraty;

Um beijo em todas as pessoas que fizeram parte do meu ano de 2007.

O ano de 2007 não foi nada fácil para mim, foi marcado por muitos maus momentos, choros e solidões. No ano de 2007 quase tive uma crise braba de depressão o que me segurou foi minha religião (meu guru – sempre que começava a ficar triste ele aparecia pessoalmente ou na forma de e-mail) e da minha família, (esses são minha estrutura, pessoas com quem realmente posso contar). Orei para o ano de 2007 acabar e como uma forma de superstição acredito que esse ano acabando encerrará o ciclo de maré de azar e dará abertura para uma nova fase da minha vida, mais feliz, mais entusiasmada, cheia de esperança e motivação. Estou bastante esperançosa e quero fazer as coisas diferentes.

Fiz um balanço das coisas que marcaram o meu ano:

-Fui iniciada por Purushatraya Swami, recebi o nome de Radha-Priti Devi Dasi;

-Recebi o Guru em casa bem no dia do aniversário do Doyal;

-Comecei a ler o Bhagavatan;

-Engordei;

-Fui à formatura da Daniela em Porto-Alegre;

-Conheci Porto-Alegre;

-Fui ao Ratha-Yatra de Porto Alegre;

-Fui ao festival da Índia de Paraty e cantei no palco com Vayasaki Prabhu;

-Um homem casado começou a dar encima de mim, escrevia diariamente poesias, ia à minha casa sempre e me dava rosas vermelhas;

-Um ex-namorado quis reatar comigo;

-Esse ex-namorado veio do interior para me ver, pagou um jantar num restaurante caro que São Paulo para a gente, tudo em vão;

-Fiz um voto de celibato para afastar esses bhutas;

-Fui a turnê do Festival da Índia em Florianópolis a convite da Ruci;

-Fiz um TCC sobre Ilustração em Livros Infantis;

-Me formei na pós-graduação em Design Gráfico;

-A Tapta (Márcia) ficou grávida;

-A Tapta casou finalmente com o Premavatara.

-Fiquei no vermelho no cartão de crédito;

-Minha avó Raimunda caiu da cadeira almoçando, quebrou o fêmur e teve que fazer uma cirurgia de emergência;

-Minha avó Raimunda abandonou o corpo rezando;

-Acuyta Krishna das abandonou o corpo em um acidente de carro;

-Fizemos um chá-de-cozinha divertido para a Madhumati.

-Minha amiga Madhumati se casou e foi a noiva mais linda que já vi;

-Minha amiga Madhumati sofreu um acidente e não consegui trabalhar no dia que soube de tanto chorar;

-A Karina ficou grávida;

-Comecei a escrever para o site do Templo de São Paulo;

-Voltei a estudar inglês;

-Fiz o livro de Vyasa Puja do Guru, ainda bem que alguns devotos me ajudaram (capa do Veda Vyasa);

-Fui ao Vyasa Puja do meu Guru em Goura;

-Abracei, beijei e alimentei um bezerro, uma vaca e um touro lá em Goura;

-Meu irmão produziu alguns DVDs do meu Guru para eu vender e arrecadar fundos para a construção do Templo de Goura;

-Viajei para várias cidades do interior de São Paulo com meu Guru;

-Conheci um irmão espiritual muito bacana o Kesava das em viagens com o Guru. Também tive oportunidades de ver devotos fantásticos como Prema Keli e Lila Avatara (Luciano) lá de Campinas;

-Ganhei uma bicicleta.

-Emagreci mais de 10kg;

-Comecei a pintar camisetas manuais para o arrecadar fundos para o Guru;

-Passei o feriado de 12 de outubro na Argentina com minha família;

-Briguei com uma colega de trabalho e minha vida virou um inferno no banco;

-Ganhei uma amiga maravilhosa;

-Tirei todos os piercings que restavam em meu corpo.

-Conheci o Guarujá;

-Fui ao Ratha-Yatra de Franco da Rocha;

-Fiz aniversário;

-Fiquei triste que algumas amigas queridas não ligaram no meu aniversário;

-O bebê da Tapta (Márcia) e do Prema Avatara (Paulo) nasceu bem no dia do meu aniversário;

-Ganhei uma festa de aniversário maravilhosa;

-Revi amigas importantes, a Camila fazia mais de um ano que não a via;

-Passei o primeiro Natal com minha família sem minha avó;

-Banhei a deidade Anantha Sesha que esta no subsolo de Goura;

-Recebi a segunda iniciação;

-Cantei o Gayatri pela primeira vez no crepúsculo noturno do dia 31.

-Passei o reveillon em Paraty;

Como sempre traço metas para tentar alcançar ao longo do ano e no início do ano seguinte analiso o que deu certo o que não deu. Em 2004, quando comecei a fazer esse “estudo” cumpri com 62,5% das metas, em 2005 subi para 66,66%, em 2006 aumentou ainda mais 78,94% .Vamos ver o resultado de 2007?

Análise das Resoluções de 2007

 

1. Fazer um mapa astral védico, estou muito mística nesse começo do ano, coisa que nunca fui anteriormente em minha vida.

Fiz o meu mapa astral e acabou um pouco com meu ceticismo acerca do assunto. O astrólogo não me conhecia pessoalmente, os dados que tinha em mão era meu nome, data e horário de nascimento. Ele falou coisas importantes da minha personalidade que tenho que melhorar além de dizer que deveria trabalhar com moda, ou seja, sem saber ele mandou trabalhar no que me formei. Tarefa cumprida!

2. Arribar com o projeto da Grife de Goura – criamos uma Grife para ajudar a arrecadar fundos para a construção de um templo em Paraty. Para quem não conhece a Grife, entre no seguinte endereço: http://www.goura.weblogger.com.br

Na realidade a Grife de Goura deu uma estacionada, o casal que fazia o seva comigo teve uma linda filhinha então a atenção deles teve que ser direcionada para esse sentido. Contudo, para não ficar parada e como não sei nada da técnica de silk scream, comecei a pintar camisetas a mão. Então considero tarefa cumprida!

3. Voltar a ter um serviço fixo no templo de São Paulo.

Voltei a ter um serviço fixo no templo de São Paulo, que eram as atualizações do site. No entanto decidi parar já que não concordava no tratamento da administração do templo com os devotos e visitantes. Vou considerar tarefa cumprida!

4. Fazer um arati completo diário para as “minhas” deidades.

Não iniciei um padrão, ofereço diariamente incenso e flores as deidades, assim como todas as refeições que preparo. Um pujari me orientou não iniciar uma adoração pesada caso não possa cumprir sempre.Tarefa não cumprida!

5. Comprar o Bhagavatam e estudá-lo.

Comprei o Bhagavatam logo no início do ano, comecei a lê-lo e anotar as principais instruções. Tarefa cumprida!

6. Conseguir cumprir minhas doações mensais e porque não aumentá-las?

Continuei com minhas doações mensais que são o plano de saúde do meu Tio Carlinhos e o lakshmi do Guru. O plano de saúde é reajustado (aumentado) anualmente, também aumentei um pouco minha doação. Tarefa cumprida!

7. Fazer algum esporte, pensei em natação ou boxe, sei que vou entrar e sair, mas pode ser assim.

Comecei a andar e depois correr. Tarefa cumprida!

8. Me mudar para Florianópolis ou Paraty.

Estou em Osasco ainda. Tarefa não cumprida!

9. Abrir minha loja. O ano passado não prometi isso, sabia que não ia conseguir cumprir, esse ano estou esperançosa.

Não abri e nem fiz nada para caminhar nesse sentido.Tarefa não cumprida!

10. Queria arrumar um BOM namorado, mas mais para o final do ano. Agora preciso de um momento de introspecção.

Logo depois que fiz essas resoluções fiz um voto de celibato por um ano. Fiz esse voto para me dedicar as outras coisas da vida e mesmo porque nessa época passei por um momento de confusão mental aonde um devoto casado me cortejava e um ex-namorado queria voltar comigo. Então, até dar um ano, nada de namorados! Tarefa não cumprida!

11. Tirar mágoas e raivas do meu coração.

Cumpri essa tarefa com êxito. Não fiquei nem com raiva da garota que trabalha comigo e enviou um bocado de mensagens no meu celular me xingando porque achou indevidamente que eu tinha falado para a chefe do seu mau comportamento.

Também não dei tanta importância quando a amiga que eu achava querida além de não vir na minha festa, nem ligou no dia do meu aniversário, sendo que estive bastante presente nos momentos felizes e tristes da vida dela no ano passado, ainda no natal, lhe dei um presente a ela.

Também não guardei rancor da amiga que torcia o nariz por ciúmes do seu esposo me cortejar. Inclusive não liguei para nenhuma frase desafetuosa que ouvi ou li dela. Entendo que tudo o que ela fez foi num momento de desespero de perder alguém que ama. A ingenuidade dela foi acreditar que eu trairia uma amiga.Tarefa cumprida!

12. Perder mais uns quilinhos e conseguir manter, este último é o mais difícil.

Perdi mais de 10kg e ainda quero perder mais. Tarefa cumprida!

13. Ir ao Festival Internacional de Nova Gokula.

Não teve, por isso não posso considerar que não fui. Na realidade teve um festival bastante grande lá em Nova Gokula em junho, com a presença de Jayapataka Swami, foi o casamento da Madhumati, a iniciação do Ravindra e a cerimônia de pinda do Acyuta Krishna das.

14. Tentar ter um relacionamento mais saudável com meu pai.

Tentei e tentei mas não deu. Apesar de amar meu pai, nossos gênios não batem e ele implica muito comigo. Vou continuar tentando. Tarefa não cumprida!

15. Parar de roer unhas, isso só serve para mostrar como sou ansiosa e insegura.

No exato momento minhas unhas estão cumpridas, quer dizer não roídas, porque acho nojendo unha longa descolando da pele. Conquistei isso logo no final do ano. Tarefa cumprida!

16. Ir ao médico vascular e tirar essas varizes que apareceram em minha perna após tanto nervoso que passei no início do ano.

Na realidade não eram varizes e sim vasos. Tirei tudo através de algumas seções dolorosas de injeções com um líquido que parecia queimar os vasos. Tarefa cumprida!

17. Continuar os programas de Nama-Hatha em minha casa em Osasco, até pelo menos eu mudar, caso mude.

Não continuei. Não tive pique. Tarefa não cumprida!

18. Ir para o Ratha Yatra de Floripa.

Eu fui com a Harineusa e foi super legal. Tarefa cumprida!

19. Manter meu cabelo da cor natural. Essa meta é a mais fútil, mas a mais difícil de cumprir.

Não mantive, fiz luzes. Sabia que isso era quase impossível de realizar. Tarefa não cumprida!

20. Ser mais tolerante. Preciso muito disso.

Nunca fui tão intolerante. Tarefa não cumprida!

Abaixei o cumprimento das minhas resoluções para 57,89%. Sabia que isso iria acontecer.

Resoluções para 2008.

1. Ir ao festival da Índia de São Paulo.

2. Conseguir o visto para entrar nos Estados Unidos.

3. Viajar de férias para os Estados Unidos. Na realidade tentei convencer meus pais ir para a Índia, porque não viajo sozinha, mas eles foram irredutíveis, querem ir aos EUA desfrutar de bons hotéis e diversões. Quem sabe em 2009 não consigo ir para a Índia?

4. Conhecer algum templo da ISKCON que eu nunca estive antes.

5. Ir a Goura Vrindavana.

6. Ir pelo menos uma vez a Nova Gokula.

7. Fazer serviço para o Guru e para Goura Vrindávana.

8. Abrir minha loja. Vou colocar essa meta todos os anos, quem sabe um dia eu tenha coragem e faça isso?

9. Viajar novamente por São Paulo com o Guru.

10. Ir ao Vyasa Puja do Guru.

11. Levar alguém que nunca esteve antes a um Templo Hare Krishna.

12. Ajudar alguém se tornar vegetariano.

13. Mudar essa situação que agita minha mente.

14. Ver mais vezes a Cecília, minha riqueza.

15. Aprender alguma coisa sobre adoração da deidade.

16. Continuar com o curso de inglês.

PS: Fiz essas resoluções no final de 2007, mas esqueci de postar. Existem coisas na lista até que já realizaram. Ainda bem!